domingo, 25 de abril de 2010

we shall meet in a place where there is no darkness*



Once upon a time there was you, on an April morning. Then you died, on an April morning.

(partindo do pressuposto da continuidade deste recanto a partir d'a insustentável indefinição do ser, devo dizer: Parabéns.)


*from The Broadway Project - London Broken Heart



Photobucket

5 comentários:

indigente andrajoso disse...

ufa... ainda bem que mudaste de morada... que o outro para deixar comentários... tá quieto...

belas palafitas do patacão... (post atrasado)

;-)

a cold zڠro disse...

:) olha quem é ele! obrigadito! ehehe. já mudei de morada à uns meses. tens andado distraído. eu confesso que tenho andado meio ausente do teu recanto tambem, mas de vez em quando vou espreitá-lo pelo google reader para saber das novidades. ainda estás por lisboa? tou cá à dois anos e tal e nunca nos cruzámos por cá. estranho. se não for entretanto , as probabilidades diminuem. tou a ver se me mudo para as gentes do norte.
bem, isto mais parece uma carta que outra coisa. obrigado pela visita e vai passando mais vezes.
abraço

;-]

Anônimo disse...

"Ouves o grito? Ouve-lo mais alto, sempre mais alto e cada vez mais fundo?... É preciso matar segunda vez os mortos."

a cold zڠro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.