domingo, 19 de agosto de 2012



escrevi-te um poema na minha cabeça mas foi à maquina de lavar e apagou-se. sei que era apenas eu a percorrer os caracóis do teu cabelo.