sábado, 19 de fevereiro de 2011

Chuva

Embora lave o medo que há do fim,
A chuva apaga o fogo que há em mim.
Oiço a voz de quem me quer tão bem,
E fico a ver se a chuva a ouvirá também.
Ornatos Violeta

Um comentário:

Vanessa disse...

sempre...