sábado, 30 de outubro de 2010

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

A solidão é como uma chuva. 

Ergue-se do mar ao encontro das noites; 
de planícies distantes e remotas 
sobe ao céu, que sempre a guarda. 
E do céu tomba sobre a cidade. 

Cai como chuva nas horas ambíguas, 
quando todas as vielas se voltam para a manhã 
e quando os corpos, que nada encontraram, 
desiludidos e tristes se separam; 
e quando aqueles que se odeiam 
têm de dormir juntos na mesma cama: 

então, a solidão vai com os rios... 





Rainer Maria Rilke, in "O Livro das Imagens" 






lousã
©acoldzero

self-portrait

zero
©acoldzero♫ The Smashing Pumpkins - Zero



emptiness is loneliness, and lonliness is cleanliness and cleanliness is godliness, and god is empty just like me


quinta-feira, 21 de outubro de 2010

causa-consequência




Ovais perfeitas e riscadas a tinta da china sobre o metal venenoso da tua pele demarcam as l
inhas trémulas, escorridas a diluente celuloso, aquecidas pelo fogo de um sabor que não sinto, o teu, e por entre as manchas vermelho escarlate vejo-me fugir tal como 21-10-2010 14:29 em regime de auto-consciência e dizer numa voz interior "Encontra-te a ti primeiro". O tempo abriu o mais negro dos buracos naqueles que se definem como pontos cardeais, ou pilares de sustentação, e sobre um azul rasgado plantou a incerteza, que, regada a todo o tempo com o perfume dos dias, cresceu e tomou como seu todo o habitat envolvente, até preencher todo o espaço de si mesma. Até de si ficar vazia.